Os incríveis desenhos de Hieronymus Bosch que sobreviveram até hoje

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Hieronymus Bosch, um dos maiores pintores de todos os tempos, é conhecido pelos seus quadros gigantescos que retratam figuras paradisíacas e demoníacas, em geral entre humanas e animais. Com caráter barroco, de excesso, os corpos dessas figuras são acumuladas em sequências infinitas de orgias, exposição dos corpos e, inclusive, fogo, dor e violência. Há em Bosch, assim como nA Divina Comédia de Dante, algo que nos revela e nos esconde, nos faz participar e estranhar. São obras cuja potência apontam na humanidade algo de perdido, de abandonado e que, embora seja desejo, tenha virado tabu. O Jardim das Delícias Terrenas, uma de suas mais conhecidas obras, retrata um campo paradisíaco, tal como na cena bíblica, mas vista do viés do prazer: o corpo, na obra, é o paraíso. (Veja mais AQUI!)

O que pouca gente sabe é que, antes de pintar os quadros, Bosch tinha o costume de desenhar esboços de suas obras. São inúmeros desenhos destes que sobreviveram até hoje, alguns em mal estado e com suas figuras quase apagadas que retratam pedaços e detalhes de quadros maiores. Em muitos casos podemos ver algumas das figuras estranhas que posteriormente apareceram nos quadros do pintor. O NotaTerapia separou alguns desses incríveis desenhos. Confira:

Related posts

Quem são os “Barbatuques”: grupo de percussão corporal que transformou a arte educação no Brasil?

5 livros para celebrar a vida e a obra de Frida Kahlo!

Conheça Rezende, o homem por trás do consagrado Instituto Candelaio